• GoFisio

Dor na sola dos pés? Entenda a Fascíte Plantar


Sabe quando você levanta da cama logo pela manhã e sente aquela queimação e dor na planta do pé? Se já passou por isso, provavelmente estava com Fascite Plantar.

E você sabia que todos os músculos do nosso corpo são envolvidos por um tecido conjuntivo? Sim, a fáscia! Formada por fibras de colágeno, sua principal função é reduzir a fricção entre os músculos fazendo que deslizem mais facilmente uns sobre os outros.

Assim como em todos os músculos do corpo existem as fáscias, na planta do pé existe o que chamamos de fáscia plantar. Ela está localizada por toda a planta do pé e quando ocorre um estresse excessivo da região possivelmente uma fascite plantar pode estar desenvolvendo-se, sendo essa uma das patologias mais comuns que acometem a da região.

Alguns estudos recentes vêm demonstrando que a fascite plantar não ocorre somente de processos inflamatórios, mas pode ser também uma alteração estrutural relacionada com processos degenerativos.

Geralmente a fascite plantar está associada à obesidade, ficar em pé por longos períodos, pés planos ou cavos, falta de atividade física, corrida excessiva, distúrbio de pisada durante a prática esportiva, diferença de comprimento das pernas, esporão calcâneo, encurtamento do tendão de Aquiles e ainda o uso de calçados impróprios. Mulheres estão mais sujeitas a desenvolver a fascite devido o uso de sapatos inadequados.

Uma das características de indivíduos com fascite plantar, é que frequentemente apresentam dificuldade para realizar a dorsiflexão do pé (movimento de elevar o pé em direção à canela). Essa dificuldade geralmente se deve ao tensionamento do músculo da panturrilha ou do tendão de Aquiles, que é conectado à fáscia plantar.

Sempre é melhor prevenir do que remediar correto?

Para prevenir a dor e lesão, é de grande importância controlar o peso, realizar uma readaptação da prática esportiva, realizar alongamentos da musculatura da panturrilha antes e após exercícios físicos, realizar alongamentos e relaxamento da fáscia plantar, realizar avaliações específicas de pisada e readequar o calçado para diminuição do stress de impacto.

Cada vez mais há um aumento na procura por tratamento da fascite plantar, provavelmente pelo estilo de vida adotado atualmente, como o excesso de peso, sedentarismo, inclusive a realização da prática de atividade física sem calçados adequados.

O tratamento fisioterapêutico tem como objetivo a diminuição do processo inflamatório, a redução da dor, a restauração da função mecânica da fáscia plantar, assim como a melhora da marcha. Existem várias técnicas e recursos fisioterapêuticos que ajudam nesses objetivos, alguns deles são: alongamentos, crioterapia, talas noturnas, bandagens, acupuntura, eletroestimulação, ultrassom, liberação miofacial.

Portanto, sente dores na planta do pé e não sabe o que está acontecendo? Procure um médico ou fisioterapeuta para a realização de exames clínicos. Profissionais especializados poderão lhe ajudar a conseguir um melhor tratamento e satisfação.

Agende já sua avaliação e venha se reabilitar!!!

Rodrigo Mian da Silva

Fisioterapeuta

#fascite #fisioterapia #pés #reabilitação #fáscia #dor #tratamento #alongamento

87 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo